STTP implanta QR Code para emissão de credencial de estacionamento do Idoso e Deficiente, garantindo segurança de informações.

A Prefeitura de Campina Grande, por meio do Departamento de Controle Operacional da STTP,  já está emitindo a nova credencial de estacionamento para idoso e deficiente digitalizada, com a implantação do sistema de leitura QR Code.

De acordo com o superintendente Félix Neto, a credencial agora tem um novo item de apoio a fiscalização, permitindo a coleta eletrônica de informações, e acessando  o banco de dados digital para a STTP. “A ideia é possibilitar, por exemplo, o reconhecimento e comparação das informações, quando da fiscalização pelo agente de trânsito”, disse.

Anteriormente a emissão da credencial continha apenas um selo holográfico, assinatura do superintendente e carimbo. Agora, mais um item está sendo implantado, o chamado QR Code. Impresso na frente da credencial, o código armazenará informações do documento: como nome,  data de validade, órgão emissor e outros, informa Helder Carlos, responsável pelo setor.

O novo documento dará uma leitura, pelo agente fiscalizador, dos dados informados na emissão da credencial, sem a necessidade inclusive do uso da internet. Somente no primeiro bimestre de 2017, mais de 400 credenciais para idosos e deficientes foram emitidas pela STTP, e que a partir de agora terá um controle digitalizado de dados dos beneficiários.

O QR Code é basicamente um novo código de barras em 2D (o antigo código trabalha com apenas uma dimensão, a horizontal, e o QR Code utiliza códigos com informações tanto no plano horizontal como na vertical).

Para ter acesso ao conteúdo codificado em um QR Code, a pessoa deve primeiro dispor de uma câmera em um telefone celular e um programa feito para ler o código bidimensional. Deve-se tirar uma foto da imagem pelo aplicativo que a converte imediatamente.

 

Assessoria de Imprensa
16/03/17